Inaugurado o primeiro centro de distribuição da Amazon na América do Sul

24 de Janeiro de 2019 | 4 semanas atrás | Tempo de leitura: 4 minutos

No dia 22 de janeiro a Amazon anunciou o lançamento de seu primeiro centro de distribuição próprio na América do Sul. Localizado em Cajamar, na Grande São Paulo, o local possui 47 mil metros quadrados e é um importante passo para a realização das vendas diretas da empresa no Brasil.

Antes, a Amazon realizava, no país, principalmente vendas pelo modelo market place, em que outras lojas ofertam seus produtos no site e aplicativo da empresa.

Além do centro de distribuição, a companhia de Jeff Bezos anunciou a criação de quatro novas categorias de produtos, que serão vendidos tanto pela empresa, quanto no modelo acima mencionado. São elas: artigos para bebê, beleza, cuidados pessoais e brinquedos.

Consumer centric: o consumidor em primeiro lugar

Foi após o sucesso alcançado com a venda de livros que a empresa decidiu expandir sua operação. Segundo Daniel Mazini, diretor de varejo da Amazon, todas as decisões tomadas por eles foram baseadas no consumidor e a ideia é tornar a companhia uma referência em experiência de compra no Brasil.

Como falamos aqui, é muito importante analisar e considerar os dados obtidos na hora de tomar uma decisão dentro do negócio.

Porém, uma empresa com a mentalidade data driven e consumer centric, como a Amazon, não se limita apenas a análise de dados, mas busca também colocar essas informações e o cliente no centro, para que a empresa consiga se remodelar, solucionar problemas e atender as necessidades do consumidor.

Para atingir esse objetivo, há diversas formas de estudar o comportamento do público. Uma delas é por meio do design thinking, uma abordagem sempre focada nas necessidades humanas, seja do cliente ou do usuário de um produto ou serviço.

Assim como a Amazon, muitas companhias nasceram na era dos dados e, portanto, estão à frente de outras que ainda estão tentando se adaptar. A competitividade delas é bem maior, se comparadas àquelas que não se inseriram nesse universo.

Em setembro de 2018, o colunista da 3MW, Danilo Kawasaki, esteve em uma palestra ministrada por Jeff Bezos. Na ocasião, o homem mais rico do mundo até então falou sobre o sucesso da Amazon e deu dicas para outros empresários que estão começando.

Segundo ele, é importante encorajar as pessoas a pensarem de maneira criativa e fora da caixa,  já que vivemos em um mundo extremamente competitivo.

Além disso, o CEO falou sobre a importância de ser um bom ouvinte, e aqui vale destacar a importância de ser data driven e ouvir o consumidor para entender suas necessidades e expectativas.

O primeiro centro de distribuição da Amazon na América do Sul é fruto justamente dessa mentalidade: colocar o consumidor em primeiro lugar e tomar decisões baseadas nele.

Se os resultados desse investimento forem similares aos obtidos com o segmento editorial, o mercado brasileiro tem potencial para se tornar, no futuro, um dos mais importantes para a empresa.